Google+ Followers

Google+ Followers

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Constelação de Balança

A constelação Balança no mapa celeste


A Balança (ou Libra) é uma constelação pouco expressiva,  do Zodíaco, e de relativamente pouco interesse, para a Astronomia. 
Encontra-se entre Escorpião e Virgem e para os Antigos representava a balança da justiça.
Não tem estrelas notáveis, nem há por aí outros objectos celestes de interesse.

No hemisfério sul, o equinócio que ocorre em Março (dia 20 ou 21), marca o início do outono e o de Setembro (dia 22 ou 23), marca o início da primavera. No hemisfério norte acontece situação inversa, em Setembro inicia o outono e em Março, a primavera.


 Localiza-se: Na zona equatorial

   Toda a área correspondente à constelação da Balança fazia parte, para os Gregos

 clássicos, do Escorpião, representando as suas longas pinças, até que acabou por se

 tornar numa constelação independente por volta do Séc I a.C., na época dos antigos 
romanos.


   No entanto, a figura da Balança já era identificada milénios antes, pelos Babilónios, que nela viam um objecto transportado pelas pinças do escorpião. Apesar de não possuir uma lenda própria, costuma-se relacionar a Balança com a sua constelação vizinha Virgem, pois esta última poderá representar a deusa grega Témis, deidade da Justiça, sendo Libra a balança com que a deusa pesa a justiça das coisas e das pessoas ou almas, bem como a duração do dia e da noite.

   Esta constelação aparenta-se com um cometa voador, sendo relativamente fácil de encontrar. Basta traçar um percurso na direcção oeste desde Antares e das suas brilhantes vizinhas, localizadas na constelação de Escorpião.

                                       As estrelas da constelação de Balança são:

   Zuben elgenubi a pinça Sul, da natureza de Saturno e Marte de magnitude 3 e encontra-se entre os graus de 16.05 e 15.46 de Escorpião.

  Zuben Eschemali a pinça Norte, da natureza de Júpiter e Mercúrio de magnitude 3 e encontra-se entre os graus 19.22 e 20.04 de Escorpião.



A constelação da Balança (Libra) aparece no céu entre o Escorpião e a Virgem, perto da mão da Virgem.
As estrelas de Bayer são todas bastantes difusas, excepto 2 estrelas de 2ª magnitude, alpha 2 Libra e beta Libra. Existem alguns objectos interessantes nesta constelação incluindo algumas estrelas duplas e uma variável incomum.
A estrela alpha Lib, Zuben Elgenubi, É uma binária de estrelas desiguais, sendo que uma é amarela e a outra é de um azul claro. Por sua vez, beta Lib, Zuben Eschamali, é uma estrela branca que já foi descrita por alguns como sendo verde, no entanto, Burnham diz que as verdadeiras estrelas verdes estão junto às suas companheiras vermelhas (como por exemplo Antares, no Escorpião) e beta Lib não se integra nessa categoria.




Imagem referente à constelação Balança







O retorno e os ciclos de Júpiter, ingresso de Júpiter em Leão e nos signos Astrológicos

                    È já no dia 17 de Julho de 2014 que Júpiter deixa o signo de câncer para ingressar no signo de Leão, tempo de grande reflexão onde os assuntos relacionados com a Lua e caranguejo e as grandes tensões emocionais devido ás ultimas lunações deixarem muitas pessoas na continuação da novas oprtunidade de viverem a liberdade de ser e de viver a expansão de ideais relacionados com a consciência de individualidade e criatividade, de assuntos com os filhos e das grandes preocupações sociais, económicos, políticos  que estas estruturas sociais em grande mudança, vivendo cada vez mais ou procurando viver Úrano em carneiro que se pode traduzir da seguinte maneira- Liberdade individual(Úrano) de tomar iniciativas(Carneiro), afinal é mais uma oportunidade de sermos nós próprios a mudança que queremos ver no mundo.                                                                                                                                                                                                    O retorno de Júpiter ocorre aproximadamente a cada 12 anos, que é o tempo que leva para dar a volta no zodíaco e retornar à sua posição natal.  Quando Júpiter faz conjunção à sua posição natal pode indicar uma fase em que nos sentimos com maiores expectativas, tendemos a manter interesse sobre os assuntos relacionados com Júpiter ,a sua regência, posição no signo, na casa e aspectos; iniciando um novo ciclo que terá duração de 12 anos.

  -  No primeiro retorno, mais ou menos aos 12 anos, percebemos que estamos deixando para trás a nossa infância e estamos entrando na fase da adolescência. Em geral, experimentamos uma enorme expansão em nossas vidas, percebemos o mundo além de nossa família e escolhemos amigos e colegas do colégio, que também estão nesse processo. Queremos aprender sobre tudo, de forma rápida, expandimos a nossa mentalidade e estamos interessados em estudar e descobrir uma vocação. Mergulhamos em livros, Internet e tudo que possa nos trazer mais conhecimento. É uma fase de transformações  uma maior produção de hormônios, dando-nos as características físicas, masculino ou feminino. Tendemos a desafiar todas as estruturas de autoridade, dos pais, avós, professores e temos a percepção ampliada do quanto podemos interferir nessas estruturas, apenas como experiência. Na primeira oposição de Saturno passamos à confrontação da autoridade. 

-   No segundo ciclo de Júpiter, aos 24 anos, estamos ansiosos para entrar no mercado de trabalho, ganhar o próprio dinheiro, queremos realizar algo para marcar nossa posição no mundo, após termos concluído a faculdade ou estudos profissionalizantes. Sentimos  mais adultos e nos esforçamos para nossa realização individual. Estamos mais exigentes em relação ao nosso grupo familiar e social e nosso sucesso depende da forma de nos colocarmos perante o mundo; e da nossa experiência e convivência com os outros. Olhamos para o futuro com a expectativa de conquistarmos uma posição privilegiada. Dessa fase irá depender os próximos ciclos. 

 -  No terceiro ciclo, nos tornamos adultos, mais amadurecidos pelo ciclo de Saturno, e aos 36 anos já constituímos uma família, e sentimos uma nova onda de expansão em que pretendemos crescer profissionalmente, adquirir nossa casa própria, realizar sonhos acalentados desde nossa adolescência, que estivemos adiando em função da nossa especialização profissional e em favor de nosso cônjuge e filhos. É uma época de consolidação da individualidade e da realização material, e também das experiências e desafios através da oposição de Úrano. 


Depois de passarmos pelo ciclo da oposição de Úrano e pela quadratura de Saturno, aos 48 anos sentimos a necessidade de ampliar nossos horizontes. Muitas pessoas despertam o desejo de estudar, voltar para a faculdade, fazer um novo curso, adquirir uma nova profissão. É uma fase em que pretendemos alcançar uma expansão do círculo de poder, da influência que podemos imprimir no mundo, da satisfação e realização pessoal, em termos pessoais e profissionais, e podemos buscar funções mais elevadas na profissão que nos faça sentir mais poderosos.
Quando chegamos aos 60 anos, acontece um dos ciclos mais importantes de Júpiter, depois de passar pelo retorno de Saturno. Após a avaliação do que fizemos de nossa vida, vemos um novo mundo de possibilidades à nossa frente. Muitos já não têm obrigações com filhos e família, já podem ter alcançado um status financeiro mais estruturado, e assim se tornam mais interessados em se desenvolver através de novos horizontes, porém a um nível de satisfação pessoal. Alguns querem viajar, conhecer o mundo e culturas; outros se interessam em absorver outro nível de conhecimento, espiritual ou social. 

Aos 72 anos temos a tendência de nos dedicarmos muito mais às nossas realizações pessoais, pois sentimos que a vida se encaminha para uma finalização. Muitas pessoas podem ter um acentuado interesse em fazer coisas que nunca fizeram, seja por medo ou falta de oportunidade, como saltar de pára quedas, por exemplo. A percepção é de aproveitar ao máximo o tempo de vida que ainda lhe resta. É uma época que não estamos mais presos às opiniões dos outros e podemos até exagerar em nossas manifestações de Júpiter

Júpiter é um planeta social e representa a expansão, a sabedoria, religiões e filosofias, longas viagens, a fé, a justiça, a sorte, filhos, fama e fortuna. Encontra seu domicílio nos signos de Sagitário e Peixes, e sua exaltação no signo de Câncer. Abaixo, as definições dos efeitos de Júpiter em cada signo:
Júpiter em Áries – A pessoa com Júpiter em Áries se expande a medida que encontra desafios a superar. Quem tem esse posicionamento, em geral. A acção rápida o ajuda a conseguir oportunidades rapidamente e posições de liderança podem favorecê-lo.Pela negativa, pode tornar-se excessivamente imprudente.
Júpiter em Touro – Aqui encontramos a habilidade para administrar recursos e lidar com assuntos financeiros ou que envolvam bens próprio. Muitas pessoas com Júpiter em Touro acumulam recursos consideráveis. A visão prática e a cautela são excelentes qualidades taurinas e podem favorecê-lo. Por conta dos excessos de Júpiter é possível que haja ganho de peso, afinal, a boa comida e o conforto são um estilo de vida. Na via negativa, as extravagâncias podem causar problemas financeiros ou com credores.
Júpiter em Gêmeos –a pessoa com Júpiter em Gêmeos se expande a medida que absorve informações variadas e comunica-se. Dizemos que Júpiter em Gêmeos está debilitado, porque ele opõe Sagitário e gera a predisposição de espalhar energias mentais sem focar em uma área específica, adquirindo conhecimentos superficiais. O nativo pode transformar sua fraqueza potencial em força, empenhando-se em uma única área em que possa se beneficiar de todos os vários dados armazenados em seu cérebro.
Júpiter em Câncer – Em Câncer, Júpiter encontra sua exaltação. Aqui o nativo se beneficia do acolhimento das pessoas, que podem ser bem receptivas e protectoras. Em geral, esse posicionamento indica um nascimento em “berço de ouro” – que não significa necessariamente a riqueza material, afinal, uma boa educação e estrutura familiar é um bem muito valioso. Sob tensão, Júpiter em Câncer pode falar dos excessos na alimentação  e sentimentalismo piegas.
Júpiter em Leão – Esse é um posicionamento que confere autoconfiança. O nativo se expande a medida que se firma como ser único para o mundo. Na via negativa, pode resultar em um ego inflamado. Sugere generosidade, criatividade e poder de liderança. Há também a habilidade de motivar as outras pessoas. O posicionamento favorece as criações e a maternidade (que não deixa de ser uma criação). O gosto por luxo e etiquetas pode se tornar uma cara indulgência.
Júpiter em Virgem -Dizemos que Júpiter em Virgem está debilitado, porque Virgem opõe Peixes. Isso significa que, enquanto Júpiter sugere expansão, Virgem está focado nos detalhes e minúcias.  A pessoa com Júpiter em Virgem evolui e “expande” a medida que se sente útil e o trabalho pode se tornar a força impulsionadora em sua vida. Esse posicionamento pode sugerir boa saúde ou excesso de cuidados com ela.
Júpiter em Libra – A pessoa com Júpiter em Balança sente-se afortunado quando em contacto com outras pessoas. Amigável, solícito e cheio de habilidades sociais, ele encoraja e inspira os outros e em troca, pode beneficiar-se com parcerias de negócios ou mesmo românticas. Mesmo que fique longe do conflito,  a pessoa adoptará uma postura que assegure a justiça e a imparcialidade e, às vezes, poderá colocar os outros e as necessidades deles em primeiro plano para manter a harmonia.
Júpiter em Escorpião –A pessoa com Júpiter em Escorpião se beneficia quando em contacto com os mistérios do mundo e dos seres humanos. Muitas pessoas com Júpiter em Escorpião acumulam recursos consideráveis através de heranças, parcerias ou lidando com bens dos outros. Na via negativa o nativo pode ser introspectivo, excessivamente desconfiado e ter problemas legais envolvendo heranças e quaisquer bens de terceiros.
Júpiter em Sagitário – Por conta da similaridade entre signo e planeta, dizemos que em Sagitário, Júpiter encontra seu domicílio. Alegre e entusiasta, o nativo de Júpiter em Sagitário se beneficia através de viagens, buscas filosóficas e da fé.  A busca existencial de conhecimento faz dele um eterno aprendiz, que não hesita em compartilhar com o outro o que aprendeu. É um posicionamento que indica generosidade. Na via negativa, pode pecar pelos excessos e ser dogmático.
Júpiter em Capricórnio – Júpiter em Capricórnio está debilitado. Enquanto Júpiter sugere expansão, Capricórnio pede limites. O posicionamento indica ganhos através da criação de oportunidades. A pessoa pode ser cauteloso, mas também ambicioso, buscando expandir-se através da carreira ou do status; muitos prosperam na vida corporativa. A maioria das pessoas com esse posicionamento são conservadoras e tradicionais. Na via negativa, o nativo pode tornar-se mesquinho.
Júpiter em Aquário –As pessoas com Júpiter em Aquário tem como filosofia a igualdade; valoriza as pessoas e grupos, brigando por seus direitos como se fossem direitos pessoais. Causas humanitárias o atraem; muitas pessoas com esse posicionamento tornam-se activistas e um instrumento para a mudança social. Na via negativa, podem tornar-se excessivamente rebeldes e teimosos, adoptando conceitos revolucionários e causas impraticável.
Júpiter em Peixes – Peixes é um dos domicílios de Júpiter. Aqui encontramos a compaixão e o verdadeiro sentido da fé, mesmo que essa não esteja associada à religião.
Pessoas com esse posicionamento são conhecidos por sua compaixão, sensibilidade e intuição e é através disso que encontram a “fortuna”de Júpiter por esse caminho. Na via negativa, o posicionamento pode levar ao fanatismo religioso.

quarta-feira, 18 de junho de 2014

Constelação de Virgem, Spica ou espiga de ouro, as honras e riquezas, Mitologia e tabeladas estrelas associadas á constelação

                                                                                 
Virgem é a constelação mais lendas e histórias míticas. Ela foi uma das primeiras a receber uma denominação, e sempre foi representada pela imagem de uma Mulher. Uma das pessoas mitológicas mais associadas a ela é a de Têmis, divindade da Justiça. Insatisfeita com o procedimento da Humanidade, ela retorna aos céus.

Outras histórias dão conta de que a Virgem está ligada a Astréia, fruto da união entre Zeus e Têmis, como está imortalizado nos versos de Os Lusíadas, de Luís de  Camões. Ela teria existido em sua roupagem carnal ao longo da Idade de Ouro; mas, com o declínio da existência humana, a deusa teria se exilado na esfera celestial e se convertido, assim, na constelação de Virgem. Seu símbolo seria a Balança, daí ela estar localizada próxima à Constelação de Libra.


Esta constelação está também intimamente ligada ao mito de Ceres – para os romanos, Deméter -, deusa responsável pelo desenvolvimento das atividades agrárias, sempre com espigas de trigo em sua mão, e sua filha Perséfone, raptada pela divindade das sombras, Hades ou Plutão, que é tomado pela paixão.


Mergulhada em profundo desespero, Ceres segue em busca da filha, deixando de lado suas obrigações com a terra. Assim relegada, a Natureza murchou, perdeu sua vitakidade. Zeus, para socorrer a Humanidade, dispôs a situação de forma que Perséfone, que comera algumas sementes de romã no reino das Trevas e, assim, não podia mais voltar completamente para o mundo dos vivos, deveria permanecer 3 meses anualmente no mundo inferior, e no resto do ano ficaria ao lado da mãe.

Esta alegoria confere às mudanças de estação um fundo mítico. Nos momentos passados sob a terra, as sementes estão germinando, para florescerem na Primavera, quando a deusa retorna à convivência materna.Assim, a Virgem primaveril passa a ser cultuada sob várias denominações, dando origem às mais diversas lendas.

Outras interpretações ligam a romana Fortuna a esta constelação, uma referência às estrelas menos intensas que configuram a cabeça da imagem virginal. A virgem é também a moabita Ruth, das Sagradas Escrituras, correndo pelos campos de Boaz. Já no contexto do Cristianismo ela é associada à Virgem Maria, mãe de Jesus.

                        As estrelas da constelação de Virgem são:

Zavijaba, da cabeça da virgem é uma estrela de magnitude 4, da natureza de mercúrio Marte e encontra-se entre os graus 27.10 e 27,52 de Virgem.
Zaniah, da asa de Virgem é uma estrela de magnitude 4, da natureza de mercúrio, venus  e encontra-se actualmente entre os graus 04.31 e 05.13 de Balança.
Vindemeatrix, da asa de Virgem é uma estrela de magnitude 3, da natureza de Saturno, mercurio e encontra-se actualmente entre os graus 09.57 e 10.38 de Balança.
Spica, a espiga de Virgem é uma estrela de magnitude 1 da natureza de venus Marte e encontra-se actualmente entre os graus 23.51 e 24.32 de balança.
Arcturus, o joelho do caçador é uma estrela de magnitude 1 da natureza de Júpiter, Marte e encontra-se actualmente entre os graus 24.15 e 24.56 de balança.
Khambalia,o Pé esquerdo de virgem é uma estrela de magnitude 4 da natureza de venus Marte e encontra-se actualmente no o grau 06.57 de virgem.

Arcturus possui o mesmo nome do antigo grego Arktouros, que significa “guardião  porque é a estrela mais brilhante próxima às Ursas Maior e Menor.
 Na astrologia, Arcturus é considerada a estrela regente  do signo de Libra. e pertence á constelação do Boleiro, que fica entre a constelação de Virgem e Balança.
 Na mitologia romana, conforme relatado por Higino, Arcturus é o ateniense Icário. Ele morava com sua filha virgem Erígone e seu cão Maera. Ele hospedou Liber Pater, que o ensinou o segredo do vinho. Icário deu o vinho a uns pastores que, acreditando que Icário os tinha envenenado, o mataram a pauladas. Seu cão Maera, latindo sobre o corpo morto do dono, chamou Erígone, que se enforcou. Liber Paterentão afligiu as mulheres atenienses com uma praga, que só terminou quando eles puniram os pastores e instituiram um festival em honra dos dois. Os deuses então transformaram ambos em estrelas: Erígone virou a constelação de Virgem e Icário a estrela Arcturus.
 A estrela Spica ou (Espiga em Português) é a mais brilhante da constelação de Virgem. Por isso é designada por α. É uma estrela binária azul que se encontra a 260 anos-luz, sendo uma das mais brilhantes do céu  a décima quinta. Na verdade, a olho nu, não conseguimos ver que, afinal, a α… são duas! Elas giram em volta uma da outra, a curta distância. Só um telescópio pode distinguir que são duas. A maior é dez vezes maior que o Sol, mas umas doze mil vezes mais brilhante!.. Também é seis vezes mais brilhante que a companheira.
A maior, sendo uma estrela de tão grande massa, é candidata a tornar-se numa super-nova, a mais próxima do Sistema Solar. Por isso é muito estudada.
Pensa-se que Hiparco tenha descoberto o fenómeno da precessão dos equinócios, baseando-se em dados que foi colhendo pela observação das posições de Spica, uma vez que ela se encontra muito perto da elíptica. Um templo, em Tebe, foi construído e orientado em relação à estrela, em 3200 a. C., e aí foi sendo registada a precessão, até mesmo por Copérnico.
Spica é por isso muito importante na análise de um mapa Astrológico, pela associação que tem com o signo de Virgem e de balança e por actualmente se encontrar entre o grau 23 e 24 de  Balança, e a análise correspondente  por casa astrológica e os aspectos que fazem com os outros planetas. 
Spica ou espiga de ouro é uma das constelações mais citadas na astrologia, passaram a chamar-se de estrelas fixas todas as estrelas que se movem lentamente, cerca de 1 grau a cada 72 anos.

A spica é atribuida tradicionalmente a honra e riquezas 
Arturos é igualmente muito importante porque se encontra  quase nos mesmos graus, onde spica por ser a estrela mais brilhante "apaga" um pouco o brilho de Arturus no céu onde só é perceptivel visualizar que são duas estrelas com um telescópio muito potente.

Fonte Wilkipédia 




segunda-feira, 9 de junho de 2014

Constelação de leão, Regulos a estrela mais brilhante o coração de Leão


Régulus é uma das quatro estrelas mais importantes usadas na Astrologia, que eram consideradas sagradas pelos persas e que foram associadas a anjos pela cultura cristã (as outras 3 são Aldebaran, Antares e Fomalhaut). Para William Lilly era a mais poderosa dentre as estrelas: ele considerava que um planeta em conjunção com Régulus tinha mais poder do que se estivesse domiciliado, de acordo com seu sistema de pontuações.

Régulus é a estrela alfa da constelação de Leo, o Leão, e trata-se justamente do coração deste Leão. Assim Régulus representa o princípio da coragem, da força e da determinação. O epíteto “Coração de Leão” foi usado para se referir a alguns reis e sua simbologia é tida como pressuposto para um bom Rei, que precisa ser justo, honrado, corajoso, digno e destemido. Realeza é a palavra chave quando falamos nessa estrela.


Das estrelas mais brilhantes no céu, Regulus está mais próximo da eclíptica , e é regularmente ocultado pela Lua . Ocultações pela planetas Mercúrio e Vénus também são possíveis, mas raras, como são ocultações por asteróides.
A última ocultação de Regulus por um planeta foi em 7 de Julho de 1959, por Vénus.  A próxima ocorrerá em 01 de Outubro de 2044, também por Vénus. Outros planetas não oculta Regulus ao longo dos próximos milénios por causa de suas posições de nós. Regulus foi ocultado pelo asteróide Erigone no início da manhã de 20 de Março de 2014.
Regulus está  presente no mapa de personalidades com grande capacidade de liderança liderança, um espírito combativo, corajoso e voraz. Como ocorre com a maioria das estrelas fixas importantes, indica Ascenção na vida a patamares mais  elevados do que os de origem (de acordo com a natureza do planeta ou ponto tocado), que pode ser sucedida por queda ou decrepitude. Aponta grande ambição, capacidade para conquistar o sucesso almejado e a atribuição de poderes, riquezas ou cargos de liderança ao longo da vida.


              Estrelas da constelação de Leão e os graus e os signos que vai do                       ano 2000 a 2050

 Algenubi, A boca do Leão, é uma estrela de magnitude 3 e é da natureza de Saturno e Marte e encontra-se nos graus  de 20.42 a 21.24 de Leão.
Aldhafera, a juba do Leão é uma estrela de magnitude 3 e é da natureza de Saturno e mercúrio e encontra-se entre os graus 27.34 e 28.16 de Leão.
Al Jabhah, a testa do Leão é uma estrela de magnitude 3 e é da natureza de Saturno e Marte e encontra-se nos graus 27.54 e 28.36 de Leão.
Regulus, o coração do Leão é uma estrela de magnitude 1 e é da natureza de Marte e Júpiter e encontra-se entre os graus 29.50 e 00.31 de Leão
Zosma, o dorso do Leão é uma estrela de magnitude 2 é da natureza de Saturno e Vénus, encontra-se entre os graus 11.19 e 12.10 de Virgem.
Danebola, a cauda do Leão é uma estrela de magnitude 2 e é da natureza de Saturno e Vénus e encontra-se entre os graus 21.37 e 21.19 de Leão.


O Rei Luiz XVI, último rei do período absolutista na França, tinha uma conjunção entre Sol e Júpiter com essa estrela. 

Dia 13 de Junho, dia Mundial da grande invocação, o Sol em Gêmeos dá energia á Lua que se encontra no signo de Sagitário

Este dia onde se festeja por todo o mundo a Grande invocação, Sagitário marca uma forte presença nesta Lunação devido ao seu Planeta regente Júpiter mudar de signo no dia 18 de Julho de 2014, marcando um dos muitos eventos importantes do ano com 4 planetas em movimento retrógrado em plena recepção Mútua de Saturno em Escorpião e Plutão em Capricórnio.

Mercúrio vai estar retrógrado até ao dia 2 de Julho em Caranguejo
Satruno em Escorpião até ao dia 21 de Julho
Neptuno em Peixes até ao dia 16 de Novembro
Plutão em Capricónio até ao dia 23 de Setembro

Então nesta Grande Invocação, que o Mensageiro dos Deuses traga a mensagem que as pessoas precisam viver em união.

Que Saturno em Escorpião oriente os verdadeiros grupos que estão já na abertura dos caminhos e da partilha sem haver divisões de classes ou elites com  o aparecimento de falsos Mestres.

Que Neptuno em Peixes dissolva as personalidades que fazem destas grandes verdades, verdades simplesmente comerciais, com o propósito de iludir e enganar quem acredita e com boa fé procura unir realmente o espírito com a matéria, sem falsas expectativas e em todas as áreas de todos os esquemas sociais resolvendo-os e denunciando-os com realismo.

Que Plutão em Capricónio, renove todas as estruturas, sociais e grupais comandando estas grandes iniciativas que estão sendo tomadas a quem nada sabe destas grandes  iniciativas chamadas de esotéricas, mas que corajosamente actuam e agem em todas as profissões com grande sucesso, sabendo que só a união tem muita força.


Que Sagitário e Júpiter tragam o verdadeiro alinhamento  dos Deuses, que alguns aprendizes de Deuses parecem ter ficado loucos com o Poder de que tudo sabem, tornando-se autistas ás verdadeiras mensagens dos Astros.

Que Gêmeos e Mercúrio, captem a mensagem da união de todos os Astros, ao serviço da comunidade na mente, no espírito e no coração aberto ao mundo e ao amor.


Na actividade esotérica empreendida em nossos dias, podemos reconhecer que grande parte dessa actividade se centra em expressões individuais ou em acções que contribuem para iniciativas Mundiais da Lucis Trust, ou o Modelo Lamdoma para uma síntese planetária de grupos esotéricos iniciado na Itália, graças ao Instituto Uruvati). O que parece faltar às vezes é o estabelecimento de corretas relações entre grupos esotéricos, esteja mudando pouco a pouco. Durante anos, o trabalho esotérico foi cercado de uma aura de segredo, e fechado em círculos que julgavam ter o poder e o controle do conhecimento e gerou-se assim as grandes divisões em clubes de elite que nada tem a ver com o propósito de união, igualdade e fraternidade


Do ponto de Luz na mente de Deus,
Que flua Luz à mente dos homens
E que a Luz desça à Terra.

Do ponto de Amor no coração de Deus
Que flua amor ao coração dos homens
Que Cristo retorne à Terra.

Do centro onde a vontade de Deus é conhecida,
Que o propósito guie as pequenas vontades dos homens,
Propósito que os mestres conhecem e servem.

Do centro a que chamamos a raça dos homens
Que se realize o plano de Amor e de Luz
E se feche a porta onde se encontra o mal.





quinta-feira, 5 de junho de 2014

constelacao de cancer, e o aglomerado de estrelas a que os Astrónomos chamam de presépio, colmeia ou manjedoura



Um dos objectos celestes em Câncer é o aglomerado estelar M44 chamado de Presépio (ou Colmeia, ou Manjedoura). É possível vê-lo a olho nu como um ponto difuso, e fica bonito pelo binóculo.

Na mitologia grega, o caranguejo atacou Hércules durante a sua luta com a Hidra, mas foi esmagado pelo pé do herói.

É uma das constelações do Zodíaco menos nítida, pois suas estrelas são todas superiores a terceira magnitude. Tem quatro estrelas de quarta grandeza, Juno, Íris, Beta e Beenive e dez de quinta grandeza.

Esta constelação foi anotada pela primeira vez pelo astrónomo Eudóxios, no século IV e algumas de suas Estrelas de menor grandeza foram anotadas pelo Astrónomo Arato do século III a.CO astrônomo C. Ptolomeu indicava-lhe somente 13 estrelas.
Enquanto o Sol-processional, faz 8 mil anos atrás, cursava a Constelação de Caranguejo, as diferentes agrupações humanas, desenvolviam a vida em grupo, formando tribos e agrupações.
A figura do Caranguejo foi introduzida pelos gregos e corresponde ao Escaravelho dos egípcios, segundo o Zodíaco de Denderah. A constelação de Câncer homenageia o caranguejo que Hera, rainha dos deuses gregos, que o enviou para resgatar a hidra que iria ser morta por Hercúles. O caranguejo mordeu os pés de Hércules quando este combatia a Hidra, monstro de várias cabeças de serpente e corpo de Dragão, mas foi esmagado. Para premiar o caranguejo, Hera transformou-o em constelação zodiacal.

Grande e brilhante, é um dos mais famosos aglomerados abertos, também conhecido como presépio ou colméia, é facilmente visto a olho nú e tem 25 estrelas de magnitude entre 6 e 8, entre muitas outras menos brilhantes. 

Esta constelação do Zodíaco é muito importante, e é frequentemente associado na astrologia, como as raízes, o lar, a casa onde os filhos de DEUS nascem, simbolicamente a manjedoura representa as verdadeiras origens dos homens filhos de Deus, que nascem segundo os diversos níveis de consciência para virem aprender coisas sobre o Universo aqui na terra, num corpo físico que de outra maneira não poderiam aprender, sabendo usar o seu conhecimento para bem da evolução espiritual, independentemente da sua cultura e formação e saber usar o verdadeiro poder com sabedoria e humildade, imagine-se e estou a lembrar que existem alguns astrólogos que por terem algum conhecimento julgam ter o poder de controlar o ciclo das mortes e nascimentos e escolher a data em que um ser humano vem á terra, existem alguns que caem num poder absoluto porque julgam poder controlar os nascimentos, estou-me a referir á dia, hora ,mês e ano de nascimento com o fim de um ser vir com uma missão especial á terra, e ter acesso no comando deste grande e maravilhoso computador Universal. o signo de caranguejo está associado á casa astrológica 4 e tem como Regente a Lua, devido á sua classificação astronómica que faz lembrar um presépio que lembra o nascimento dos filhos de DEUS, lembra o nascimento da população da terra, simbolicamente representado pela Lua, regente do signo. Do significado Mitológico como foi referido tem uma forte analogia com o Caranguejo, terreno e do significado astronómico, á figura captada da terra em forma de caranguejo.



Na constelação de Caranguejo, encontra-se o pé esquerdo de Polux,estrela Alhena a 09º06" graus de caranguejo,a estrela Alhena, é da natureza de mercurio e Vénus, mas a constelação pertence á constelação de Gêmeos.


Sirus, fica situada na boca do cão maior, é da natureza  de Júpiter e Marte e fica situada nos graus 14.05" de caranguejo. e fica situada na boca do Cão Maior, na constelação do cão maior.

            A Constelação de Caranguejo, localiza-se entre Gêmeos e Leão.

Fonte Wikipédia

segunda-feira, 2 de junho de 2014

A constelação de Gémeos, Castor e Pollux as estrelas mais brilhantes



                 Castor e Pólux, As estrelas mais brilhantes da constelação de Gêmeos, Mitologia



  A maneira mais fácil para localizar a constelação é encontrar suas duas estrelas mais brilhantes, Castor e Pólux a partir do prolongamento de uma linha imaginária saindo do cinturão de Órion e passando por Betelgeuse. Outra maneira de localizar a constelação é traçar uma linha a partir do aglomerado das Plêiades até a estrela mais brilhante de LeãoRegulus. Ao fazer essa projecção, a referida linha imaginária estará relativamente próxima à eclíptica que cruza, aproximadamente no meio, a constelação dos Gêmeos. A linha tracejada vermelha no mapa da constelação é uma representação gráfica da eclíptica.


O ícone da constelação é ♊ e tem origem no IDEOGRAMA ACADIANO correspondente ao mês Kas, quando o Sol entrava em Gemini. Também pode ter vindo do algarismo romano correspondente a dois. A constelação de Gemini representa Castor (α) e Pólux (β), irmãos de Helena de Tróia, na mitologia grega.

Certa feita, Zeus havia se apaixonado por Leda, esposa do rei de Esparta,Tíndaro. Para se aproximar dela, Zeus se transformou em um belo cisne. Dessa paixão foram gerados os gémeos Castor e Pollux. Os dois tiveram os melhores tutores da época. Castor se transformou num excepcional cavalheiro; o seu irmão Pollux em um verdadeiro guerreiro. Porém, certa vez os irmãos desafiaram dois jovens para um duelo pela mão de duas jovens que já estavam prometidas. Nessa batalha Castor foi morto. Desesperado pela perda do irmão, Pollux tentou se matar para encontrar o irmão, mas era imortal e não conseguia. O drama foi então imortalizado nos céus, onde os gémeos aparecem abraçados.
No entanto, existe uma corrente mística que dá à constelação um simbolismo mais rico: os dois rapazes seriam, na verdade, Apolo, brilho e luz, e Hércules, força e coragem. É assim que, em muitos tratados, um dos gémeos aparece segurando arco, flecha e lira, enquanto o outro aparece com uma clava.

Quando o brilho e a Luz de Apolo(Castor) se alia á força e coragem de Hércules Pólux, a dualidade se perde, A Luz representa a inspiração divina e a força e a coragem em agir e por em prática a mensagem recebida do plano divino onde Gemeos representam dois rapazes a aprenderem a comunicar, Mercúrio Planeta Regente dos signos de Gémeos e Virgem associados ás casas Astrológicas 3 e 6, representam a comunicação (Casa 3),  no trabalho aqui na terra (casa 6), da mensagem dos céus, por isso é que os Astrológos quando existem aspectos tensos ou dificeis com Planetas nessas casas Astrológicas ou com o seu Planeta Regente conseguem ver  com nitidez os problemas que a pessoa atravessa, sendo de grande utilidade a Astrologia Kármica porque alivia e muitas vez resolve aspectos tensos que existem no inconsciente, se a pessoa compreender o que guarda nas suas memórias è um grande passo para a cura, eu pessoalmente é a Astrologia que gosto de fazer onde tenho tido bons resultados, seja na área da comunicação, seja outras áreas em que a pessoa tenha bloqueios, como por exemplo na área relacional, ou social.
Desenho da constelação de Gêmeos que vai da Nebulosa de Orion em linha recta até às estrelas Castor e Polux

Lua cheia de Gémeos, o Dia Mundial da Grande Invocação e o que significa nos dias de hoje


No dia 13 de Junho de 2014, comemora-se em todo o mundo o festival da humanidade e o dia Mundial da invocação, mas o que isto quer realmente dizer ou faça sentido nesta época conturbada que estamos vivendo com uma grande parte do Mundo criado pelos homens em grande conflito onde as conjunturas Astrológicas se encontram muito tensas.
Em pena recepção mutua de Plutão em Capricórnio a 12 graus e Saturno em Escorpião a 17 graus, desenha-se no céu uma grande quadratura que envolve Marte, Ceres e Vesta em Balança em quadratura com Plutão em Capricórnio, Plutão faz ainda quadratura com Úrano que se encontra  no signo de Carneiro a 15 graus, que  já percorreu metade do signo e fecha esta grande quadratura por oposição a Marte a 12 graus de Balança a Ceres 18 graus e a Vesta a 17 Graus.

Vénus o planeta regente de Balança em touro na casa 12 do mapa tirado para Lisboa, indica fortes tensões em Portugal pode-se ver com maior pormenor. De facto Vénus que rege o signo de Touro e Balança opõe-se a Saturno em Escorpião, Balança recebe a presença de Ceres, planeta Anão muito importante relacionado com Virgem , Gêmeos e a casa 6 e a Vesta relacionada com os grandes sacrifícios da missão de todos aqueles que estão encarnados na terra e de Marte, que faz trigno ao Sol em Gêmeos, esta luz  do Sol que a Lua em Sagitário recebe, é uma grande oportunidade de consciência a  todos os níveis devido á inconjunção da Lua com  Júpiter a 22 graus de Cancer a pouco mais de um Mês de ingressar no signo de Leão, Júpiter contacta o Sol no momento deste evento no aspecto de semi sextil, que activará naturalmente o eixo de Gemeos- Sagitário.

Saliento ainda o facto de Plutão em Capricórnio se encontrar na casa 8, portanto sendo um Planeta de grande força e energia, transitando na sua própria casa Astrológica dá ainda mais força, altura muito boa para descartar tudo o que não interessa e que esteja ligado a tudo o que é velho, especialmente a meditação sobre os problemas culturais que o mundo atravessa, devido á Lua em Sagitário receber a Luz do Sol em Gêmeos, activando nas consciências  Mercúrio que está retrogado, na casa 2 do presente Mapa, , como a orientar os novos valores humanos que muitos já começaram a vir perdendo terreno aqueles que continuam autistas a estes apelos Universais, como é o caso de todos aqueles ligados ao Poder, qualquer a forma que ele assuma.

Saturno retrógrado em Escorpião recebe outra inconjunção de Úrano em Carneiro e a Lua faz um trigno a Úrano, e apenas revela que todos aqueles que receberam e compreenderam estes fortíssimos sinais dos céus, já não sentem com muita força ou oposição estes indicadores claros da direcção  que todos os esquemas sociais, estão tomando forma na sociedade civil, apelando a todos os homens de boa vontade para a construção de um mundo melhor e mais justo, por esse motivo todos aqueles que já fizeram o alinhamento planetário se encontram um pouco por todo o mundo a agir, a intervir na política, na economia, na arte, na cultura, na educação e em todas as áreas sociais.

È essa a grande importância da grande Invocação que envolve a boa vontade de começar a criar a mudança em nós que queremos ver no mundo.

Eu falando por mim, já vivi também grandes tensões sociais e curiosamente a ultima foi de terem tentado apagar o meu Blogue do Bloguer,  isso apenas indica que estou no caminho certo para fazer mais e melhor em todas as áreas da minha vida.

Aqui vai esta oração de grande poder espiritual disponível para todos e pode mas não deve ser utilizada para Poder próprio e pessoal mas disponível para todas as pessoas agirem de acordo com as regras básicas da manifestação do Plano espiritual e material aqui na terra e é completamente desaconselhada utilizá-la apenas como meio de fuga ou escapismo onde Portugal a cumprir o seu Destino terá que alinhar o seu Sol em Peixes, valorizando-se e encontrando a sua identidade Própria.

Kiron encontra-se no Grau 17, numa conjunção exacta ao Sol do Mapa  de Portugal, para mim marca o tempo de certas feridas ou falhas na consciência e na identidade Nacional, estão sendo postas á provas, muitas vezes a uma velocidade muito grande devido á acelaração típica de Marte no signo de Carneiro.

Do ponto de Amor no coração de Deus
Que flua amor ao coração dos homens
Que Cristo retorne à Terra.

Do centro onde a vontade de Deus é conhecida,
Que o propósito guie as pequenas vontades dos homens,
Propósito que os mestres conhecem e servem.

Do centro a que chamamos a raça dos homens
Que se realize o plano de Amor e de Luz
E se feche a porta onde se encontra o mal.

Que a Luz, o Amor e o Poder
Restabeleçam o Plano Divino sobre a Terra
Hoje e por toda a eternidade. Amém.
 *******       *******