Google+ Followers

Google+ Followers

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Plutão em Capricórnio no século XVIII, o retorno de Plutão a Capricónio



Plutão ingressou  há 346 anos  no signo de Capricórnio e permaneceu no signo 15 anos, em 2008 teve inicio o retorno de Plutão em capricórnio, esta análise da sociedade dos anos 1762- 1777 comparada com a sociedade dos anos que já vivemos com Plutão a 15 graus do signo e com o que falta viver para a sociedade que estará construída quando chegar o ano de 2024.
Durante o trânsito de Plutão em Capricónio, Úrano esteve no signo de Carneiro até ao dia 16 de fevereiro de 1768 e ingressou no dia 18 de fevereiro no signo de Touro.
Neptuno esteve no signo de Leão e ingressou no signo de Virgem no dia 10 de Outubro de 1764.
 Neptuno em Leão -  Leão é um signo de fogo, Neptuno é sonho e imaginação. Este posicionamento de  Neptuno em  Leão, produz uma geração que luta por ideais, por ideias, Neptuno convida ao sonho á fantasia, ás ilusões do poder e do ego, essas ilusões do poder e do ego dão lugar á formação de um sociedade que trabalha a terra, a cultura das propriedades, Neptuno ingressou em Virgem no dia 10 de Outubro de 1764. Quando Plutão entrou no signo de Aquário Neptuno ainda se encontrava no signo de Virgem.
Essas Ilusões do Ego e do poder, tomaram forma na terra, Neptuno em Virgem com a criação dos direitos de propriedade, dos senhores e latifundiários e da escravatura humana também, também foi o tempo e a época de Márquez de Pombal ter criado a Planta da baixa de Lisboa  que ficou destruída com o terramoto de 1775, a baixa que mais tarde viria a ser o ponto de encontro da arte e da cultura portuguesa. Neptuno no signo de terra Touro, criava o sonho de Portugal vir a ser, na arte, na poesia na cultura, na estética e na beleza um exemplo para o mundo, mas também criou  um grande desejo por poder material de uns.
Foi também um período de grandes revoltas e revoluções devido a Úrano se encontrar em Carneiro, Úrano ingressou no signo de terra Virgem no dia 10 de Outubro de 1774 e resultou numa grande instabilidade politica e nas naturais revoluções relacionadas com a energia de Urano em Virgem pelos direitos de propriedade  e os latifundiários que exploraram ao máximo a construção de vivendas e moradias para uns e o trabalho mal pago para outros que viviam na sociedade do século XVIII em condições de miséria.
                                                                                                                                                                                           Plutão no signo de Capricórnio, nos anos de 1762 a 1771, tal como agora na actualidade fez sempre aspectos muito tensos de quadratura aos signos de terra de Virgem e Touro e tal como na actualidade, a riqueza material de uns era a pobreza e escravidão de outros.
E o que tem em comum afinal de comum Plutão e as consequências de estar mais uma vez signo de capricórnio com a actualidade?

Os Planetas sociais

Saturno não transitou nos signos de Sagitário, Capricórnio, Aquário, e Peixes
Júpiter esteve duas vezes nos signos de Peixes e de Carneiro, entre os anos de Plutão em capricórnio- 1762- 1777.

Saturno na mitologia grega era o pai de Plutão e foi dada há sociedade da epoca, a livre criação das crenças, a fé e a religação ao divino por meio de sagitário e o seu Planeta regente Jupiter.

 Plutão não visitou o  Planeta  Saturno  regente do signo capricórnio,e foi dada á sociedade da epoca a total liberdade de criar novas estruturas sociais que moldassem a saudável convivência entre todos os homens.

A ausência de Saturno em Aquário revelava a liberdade de escolher a correcta alquimia e transformação das estruturas na terra e a religião da presença de Deus nas novas estruturas da terra, por meio de aquário e seu Planeta regente Urano com as redes que no seu estado primitivo deu origem aos negócios da expansão e afirmação de negócios em Portugal e no mundo.

E liberdade para a evolução do espírito com a energia de neptuno e de Peixes e surgiram realmente alguns seres seres de elevação espiritual, seres criativos mas tambem se criaram falsos mestres que aproveitaram a onda materialista para se aproveitarem da fé e ilusão das pessoas que viveram nessa epoca para enriquecerem.


Jupiter nos 15 anos em que esteve em Capricórnio, esteve duas vezes nos signos de Peixes e carneiro e os sinais activavam sempre a necessidade de uma mudança espiritual e de grande renovação na terra testando ao limite a humanidade na criação das novas estruturas da terra, porque Jupiter teve períodos de aviso  ou seja mais tensos, salientando a necessidade de grande renovação estrutural da terra, devido á forte tensão de Plutão que durante 15 anos esteve sempre em aspecto tenso de quadratura com os signos da terra Virgem e Touro.

Visitou igualmente  por duas vezes o signo de Carneiro e limitou por vezes períodos de calma ainda que em Portugal a crise tivesse durado até 1770. Marte o guerreiro sem estar limitado pelo mestre e professor Saturno , não teve limites na formação de grandes desigualdades sociais criando as elites de algumas pessoas que fizeram as leis á sua maneira para desigualdade de outros.

E como Saturno e o seu filho Plutão voltam ao mesmo signo, para completar as lições que não foram aprendidas na sociedade do século XVIII até ao nosso século, é o retorno do Planeta Plutão ao signo de capricórnio.
Plutão ingressou em 2008 no signo de Capricórnio, actualmente encontra-se no signo de Sagitário
O planeta Saturno enquanto Plutão se encontrar em Capricórnio até 2024 não vai estar nos signos de :
Carneiro, Touro, Gémeos, Caranguejo e leão.
È dada á actual sociedade em que estamos a viver, a grande oportunidade  das grandes iniciativas e mudanças ,Urano vaio estar em Carneiro e em Touro até 2024, e essas iniciativas serão sem duvida  o amor e o bem estar de todos.  E desde o século XVIII até ao nosso século XXI, uma grande parte da humanidade já se encontra preparada para viver O bem estar e harmonia na terra por meio de Touro e seu planeta regente Vénus.

Esse bem estar e harmonia, será a harmonia de aprender esse lado amoroso por meio da comunicação e da aprendizagem, com Gêmeos e o seu planeta regente Mercúrio.

E com caranguejo, a valorização da família e o grande controle das emoções, e tambem onde se encontram as memórias desse passado.

E com Leão a arte e liberdade da criação, da educação dos filhos e do que podemos fazer por um mundo melhor.

Plutão tal como naquela epoca distante irá até 2024, renovar as estruturas politicas, económicas, sociais, o sistema bancário e tudo o que sejam desigualdades. estando Plutão a 15 graus, portanto a meio do signo de capricórnio far-se á sentir cada vez mais o lado obscuro e oculto de todos os esquemas sociais que não sejam projectos altruístas e humanitários.

E como as lições não aprendidas são as mais dolorosas, a grande responsabilidade dos politicos actuais e aqueles que se estão a formar um pouco por todo o lado são a mudança destas estruras na participação de todos activamente para termos uma sociedade justa.

Curiosamente um pouco por todo o mundo tem-se descoberto aqueles  que mais tem contribuído e manipulado os países em proveito próprio em acções que já não têm lugar na sociedade depois de 2024, onde tem que estar tudo pronto para a terra poder evoluir e aprender a lição.

Funciona um pouco como os ciclos de Saturno para os humanos, com Plutão o retorno é muito mais forte e poderoso porque envolve toda a humanidade e por vezes é preciso um retorno para a humanidade poder finalmente passar á lição seguinte a entrada de Plutão em Aquário em 2024 em Aquário.

Este retorno de Saturno se manifesta de uma forma que anuncia a era de Aquário, porque já muito foi repetido e na sociedade dos anos 1762- 1777, não haviam, não só tantas pessoas na terra nem tanta desigualdade e tanto progresso que deveria servir todas as pessoas na terra poderem evoluir e contribuírem para  uma terra melhor.

As redes sociais deram um poderoso contributo e até alguns meios de comunicação social já fazem trabalho de investigação e divulgam a verdade que os meios normais de comunicação social muitas vezes apenas comunicam o que se pretende que as pessoas devem saber. Plutão vai assim pondo a descoberto tudo o que as pessoas devem  e Têm o direito de saber sobre a sociedade em que vivem: È a rede Global e universal e o seu lado positivo de despertar colectivo.

O eixo magnético da terra por estar mais perto do centro da nossa galáxia que corresponde aos ultimos graus do signo de Sagitário facilita todo esse processo de despertar colectivo.

O Universo é realmente inteligente e sabe a rota que deve seguir e os retornos dos Planetas aos signos são sempre muito intensos, sejam de Jupiter, Saturno e no caso de Plutão são o despertar colectivo e a cura das estruturas sociais.

Alguns acontecimentos relacionados com as estruturas sociais em Portugal e no mundo durante as passagens de Plutão em Capricórnio na sociedade do século XVIII o grande regenerador e arquitecto que molda as estruturas sociais e insiste em repetir lições ainda não aprendida por alguns que julgam que são os donos da terra com as suas leis que nada dignifica a vida humana 
Em 1763 , inicia-se uma grave crise económica em Portugal. Que se prolonga até 1770
Destruição da Ponte Romana de Amarante
Em 1764 , 30 de Setembro – Em Portugal, são criadas medidas legislativas contra o contrabando. Há uma intensificação da indústria portuguesa.
1765 – 1 de Janeiro Tremor de terra em Lisboa
             13 de Março Criação das fábricas de Relógio em Portugal
             20 de Dezembro – Decreto que termina com o monopólio do sabão e estabelece as            condições das saboarias por conta do estado.
1766 – 18 de Março O acto declarativo afirma o direito, entre outros, de a Inglaterra lançar impostos sobre as colónias americanas, apesar de anteriormente no mesmo mês o parlamento inglês ter revogado o Acto do selo por 275 votos contra 161.

1767 – Em Junho, o ministro inglês das finanças Charles Townshende lança um imposto sobre as importações de chá, vidro, papel e corantes nas colónias americanas, para financiamento da administração colonial.
Em Setembro numa reunião pública em Boston, é decidido não se importar os artigos taxados por Inglaterra, em protesto contra os novos Impostos, em consequência deste facto James Stuart fez uma investigação sobre economia política.
1768 – Em Julho, a assembleia de Machachusetts é dissolvida por se recusar a pagar impostos
Em Portugal, em Agosto são queimadas, em praça Publica, muitas fazendas de contrabando, por mandato da Junta do comércio.

Em 1776 no dia 4 de Julho Tem inicio a revolução Americana, contra o colonialismo Britânico, com a declaração da Independência dos estados Unidos da América.

Sem comentários:

Enviar um comentário